11 dezembro 2006

Livro do André Benjamim

O André Benjamim vai lançar um livro ("Os Cadernos Secretos do Sébastian") no próximo dia 13 de Janeiro de 2007, em Pinhel, pelas 16h, no Teatro Municipal São Luis. Estejam presentes.

08 fevereiro 2006

Reportagem - Nº Alunos

2000 - Ano em que foi atingido o numero mínimo (Um!) de alunos a frequentar a Escola EB1 de Sorval. Hoje em dia a realidade não mudou muito e, tal como muitas outras, esta escola não demorará certamente a encerrar por falta de alunos.
Fazem ideia do que é ter apenas a professora presente na aula sem colegas e tê-la a ela como única companhia para as nossas brincadeiras na hora do recreio?!
Este é um link para uma reportagem efectuada pelo jornal "Terras da Beira" em 16 de Março de 2000.
Para ver, devem clicar no título para abrir..

02 fevereiro 2006

A realidade do Sorval

"Sorval"é o nome de uma aldeia deriva da palavra latina sorbu, que significa sorva(espécie vegetal)... Foi concedida a carta de foro aos seus habitantes, documento que deve corresponder ao nascimento do Sorval como freguesia em 1242..
Sorval é uma freguesia do concelho de Pinhel, com aproximadamente 90 habitantes.. A maioria dos habitantes é de certa idade, pessoas que nunca viram nada.. Sempre viverem da agricultura!! la cultivavam as suas batatas, cebolas, couves, etc.. Têm as suas vinhas e os seus olivais.. algumas o maximo onda foram foi as vilas e cidades mais proximas(Pinhel,Trancoso, Vila Franca das Naves ou mesmo Guarda).. As que a idade já não permite trabalhar nos seus campos passam o seu dia em casa cansadas de não fazer nada, pois para elas parar é morrer.. as pessoas que casaram e quiseram por la ficar, que são pouquissimas, sujeitam-se trabalhar fora porque por ali não ha nada, embora tenha à alguns anos aberto uma associação(Associação Cultural, Desportiva e Social de Valdeime) que consegue empregar algumas delas.
A população esta muito envelhecida, nos ultimos anos não nasceu ninguem.. em idade escolar temos 4 alunos que ainda estão na escola primária da localidade.. 2 alunos a estudar nas escolas do 2ºciclo,3ºciclo do ensino basico.. são poucos os que decidem continuar a estudar.. a maioria ficasse pelo secundário ou mesmo pelo básico.. existindo excepções e ainda os há que tiram um curso superior..
Esta aldeia parou a muito no tempo.. As ideias são as mesmas de decadas e quem quiser evoluir vai ter que sair de lá mais tarde ou mais cedo.. por isso é de prever que daqui a alguns anos não exista praticamente ninguém.. eu mesma quero de lá sair!! mas esta aldeia ainda consegue manter um café aberto das 7h as 11h no inverno ou no verão um bocado mais tarde, muitas das terras vizinhas nem isto têm.. nos fim-de-semanas ainda se conseguem ver pessoas no café a jogar as "copas" ou a "sueca".. ainda entra e sai pessoal!! Gostava de saber como é que muitos jovens se aguentam tanto tempo lá sem um carro para sair, sem gente nova para conhecer, sempre com as mesmas imagens nos olhos, onde nada se aprende?